Picpay

Picpay é conta corrente ou poupança?

Uma grande dúvida que pode pintar ao realizar-se uma TED / DOC para o Picpay (ou do Picpay para outra instituição financeira) é a seguinte: “Picpay é conta corrente ou poupança?”

Siga lendo, então, para entender a lógica envolvida na classificação correta de modalidade da conta de um dos aplicativos  mais usados no país…

Índice

Picpay não é conta corrente

Uma conta corrente pode estar em nome de pessoa física ou jurídica, sendo ela uma conta de depósito associada a uma instituição financeira – e que pertence a um usuário.

Possuir uma conta corrente significa facilitar o trânsito de dinheiro, já que pode-se sacar o mesmo, além de movimentá-lo com um cartão associado à conta e, ainda por cima, realizar pagamentos na mesma.

Além disso, a segurança é maior, visto que você não necessitará, afinal, de sair de casa com notas de dinheiro na carteira.

Todavia, a conta do Picpay, ainda que atenda a esses pré-requisitos, rende automaticamente.

Hoje, inclusive, o Picpay rende até (bem) mais do que o Nubank

Mas este é o ponto: rendimento automático não é uma característica de uma conta corrente, esta tem a particularidade de manter seu dinheiro parado.

Portanto, a nível técnico, seria incorreto classificar a modalidade de conta do Picpay como sendo conta corrente…

Picpay também não é conta poupança

Já a poupança é onde guardamos o nosso dinheiro com o intuito de fazê-lo render, onde a instituição financeira paga um valor mínimo de juros, com o intuito de não deixar o dinheiro totalmente parado.

Criado por Dom Pedro II no século XIX, juntamente com a Caixa Econômica Federal, a caderneta de poupança rendia, à época, 6% ao ano.

No entanto, esta chegou a render valores incrivelmente altos nos anos 90, como você pode atestar nesse link aqui!

Mas, de muitos anos pra cá, tal valor caiu vertiginosamente, a ponto de investir em outras opções de renda fixa (como LCIs, LCAs, títulos públicos e CDBs), ainda que também conservadoras, compensassem bem mais.

O fato é que o rendimento de carteiras e bancos digitais como Picpay e Nubank, respectivamente, ultrapassam, em rendimentos, tais valores, então não faz sentido classificar suas contas como poupanças!

Picpay: nem conta corrente nem poupança!

Picpay, então, não é nem conta corrente nem conta poupança!

Trata-se apenas de uma conta de pagamentos, uma espécie de terceira modalidade, que possui os seguintes pré-requisitos listados pelo Banco Central:

  • Deve possibilitar a realização de saques;
  • Precisa permitir pagamentos de contas / transações por meio de cartões de crédito ou débito;
  • É necessário possibilizar a realização de transferências internas ou para outras instituições financeiras.

Atenção: se for fazer TED / DOC e não aparecer essa opção (conta de pagamentos), ficando apenas entre “conta corrente” e “poupança”, escolha a primeira alternativa para possibilitar que sua transferência seja realizada com sucesso.

Outra característica deste tipo de modalidade é, obrigatoriamente, deixar separado o dinheiro depositado de um cliente do patrimônio da instituição financeira (nesse caso, Picpay).

Esse dinheiro, no entanto, pode ser utilizado para aplicações em Títulos Públicos Federais (que é o que essas startups financeiras, costumeiramente, fazem).

Portanto, ao colocá-lo no do Picpay, este não tem o direito de aplicá-lo em renda variável ou emprestá-lo a terceiros.

Mas a rentabilidade é resultado desse investimento que os mesmos fazem que, apesar de não possuir garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos), é um investimento de baixo risco e liquidez diária.

Liquidez diária = seu dinheiro fica à disposição para ser movimentado e até sacado a qualquer momento, todos os dias. Não ficará preso por meses ou anos, como ocorre em investimentos de CDBs.

Portanto, essas são as características desse tipo de conta que está associada ao Picpay.

O mesmo vale para outras fintechs?

Exato.

Nubank, Mercado Pago, Pagbank e outras startups tecnológicas financeiras (fintechs) que ofereçam conta com rentabilidade automática se enquadram nessa definição.

Importante ressaltar que nem todos os bancos digitais (Banco Inter, C6 Bank) e carteiras digitais (Neon) rendem automaticamente, nesses casos, tem-se uma conta corrente.

Por último, alertamos que, em algum momento, não irá aparecer a opção “conta de pagamentos” quando transferir dinheiro para o Picpay.

Nesse caso, entre conta corrente e poupança, você poderá, então, escolher a primeira opção, que a realização da transferência será feita com sucesso!

Conclusão

Picpay é conta corrente ou poupança? Em síntese:

  • Picpay não é um banco digital, é uma carteira digital;
  • Picpay não possui conta corrente ou conta poupança, sua conta é uma conta de pagamentos.
  • Se não houver essa opção na hora de realizar um TED, escolha conta corrente.

 

 

Alexandre

Sou um entusiasta de cartões de crédito e fintechs, especialmente bancos digitais.

View Comments

Recent Posts

Cartão Santander SX: retire suas dúvidas!

O cartão Santander SX é um dos mais populares do Brasil. Neste artigo você ficará totalmente a par do plástico… Leia Mais

1 ano ago

Cartão Di Gaspi, da loja de roupas e calçados paulista

Você está lendo o artigo: Cartão Di Gaspi, da loja de roupas e calçados paulista. Di Gaspi é uma loja… Leia Mais

1 ano ago

Pagbank e Mercado Pago são a mesma coisa?

Afinal, Pagbank e Mercado Pago são a mesma coisa? Pertencem à mesma empresa? São do mesmo banco? Ambos são bastante… Leia Mais

1 ano ago

Como depositar dinheiro no Picpay?

Você está lendo o artigo: 'Como depositar dinheiro no Picpay?' O Picpay é um aplicativo de pagamentos móveis no Brasil.… Leia Mais

1 ano ago

Lojas que aceitam Ame: saiba quais são! (atualizado hoje)

Saiba quais são as lojas que aceitam Ame. Ame é uma fintech (startup financeira) com sede no Brasil que fornece… Leia Mais

1 ano ago

Código de convite Neon (atualizado todo dia)

O código de convite Neon é uma combinação de letras e números que você pode utilizar para, ao abrir conta… Leia Mais

1 ano ago