Juros no cartão de crédito: tudo sobre o assunto!

Autor(a):

Juros no cartão de crédito: taí um assunto desconhecido pelos usuários desse tipo de plástico.

Responda, honestamente: você saberia me dizer qual o valor deverá ser cobrado adicionalmente caso não pague sua fatura até a data de vencimento?

Este é um assunto extremamente relevante para muitos brasileiros, afinal, dezenas de milhões destes encontram-se endividados, portanto, deverão pagar o que devem acrescido dos tais juros.

Vamos falar um pouco a respeito disso, esclarecendo o seu real significado, como são calculados – e como variam de acordo com a  instituição financeira ao qual o cartão está atrelado.

Índice

Juros no cartão de crédito: do que se trata?

Juros no cartão de crédito nada mais são do que um valor adicional a ser pago pelo usuário do plástico quando este atrasa o pagamento da fatura.

Quando usamos um cartão na função crédito para realizarmos pagamentos, os valores gastos não são descontados diretamente da nossa conta.

O que ocorre é que eles são retirados do limite do cartão, de maneira que aquele valor é, literalmente, um empréstimo realizado pelo banco para você usufruir.

Ou seja, se você possui um cartão de crédito com R$ 2.000,00 de limite, significa que a instituição financeira está te emprestando tal valor.

Você poderá gastá-lo durante um mês (ou até 40 dias, a depender do banco), mas receberá uma fatura a ser paga na data de vencimento do ciclo de pagamento mensal.

Caso não pague até o dia combinado, deverá, então, arcar com a dívida – que irá se acumular cada vez mais, à medida que os dias passam e o valor não é liquidado.

Juros rotativos

Juros rotativos (ou crédito rotativo) nada mais é do que o valor cobrado quando o usuário do cartão não paga a fatura integralmente.

Caso realize o pagamento mínimo da fatura – ou, ainda, parcele a mesma, tais juros serão aplicados na diferença entre o valor total pelo valor liquidado pelo cliente.

Assim, o saldo devedor é mantido com esse crédito adicional do cartão até a próxima fatura; tal saldo, acumulado desses juros, deverá ser pago integralmente na fatura subsequente.

Juros no cartão de crédito ao parcelar a fatura

Quando o cliente resolve parcelar a fatura, irá pagar juros como o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), além de outros valores.

Alguns cobram apenas o IOF nesse caso, como, por exemplo, o Banco Inter.

Juros no cartão de crédito ao pagar o valor mínimo da fatura

Sempre que vamos realizar o pagamento da fatura, nos damos de cara com a opção de pagar o valor mínimo da mesma.

Mas o que seria isso?

Basicamente, seria a possibilidade de arcar com um pequeno valor da fatura, de maneira que o resto possa ser liquidado até a próxima cobrança.

Isso faz com que o usuário do cartão passe a utilizar o crédito rotativo do mesmo, onde juros serão cobrados sobre a quantia restante a ser paga.

Exemplo: caso a fatura seja de R$ 1.000,00 e o pagamento mínimo R$ 200,00, na próxima fatura deverá ser pago os R$ 800,00 restantes acrescido do crédito rotativo aplicado a esse valor.

Quando pagar o valor mínimo da fatura?

Faça isso quando tiver a possibilidade de quitar a mesma até o próximo mês, visto que sua dívida poderá acumular mais e mais caso não consiga fazer isso, gerando uma bola de neve.

Para se ter uma ideia, uma dívida de R$ 1 mil se transforma em R$ 1.125,20 caso os juros rotativos sejam de 12,5% ao mês.

Além disso, é importante salientar que, caso não se pague o valor mínimo da fatura, seu cartão de crédito pode ser bloqueado, e seu nome colocado nos serviços de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Por último, saiba que, tanto ao pagar o valor mínimo quanto ao parcelar a fatura do cartão, ou seja, em ambos os casos, o usuário deverá arcar com juros e IOF – sendo que, em algumas situações, o banco pode cobrar somente o segundo (no caso de parcelar as taxas), como, por exemplo, o Banco Inter faz.

Confira, ainda, a taxa de juros cobrada pelos bancos clicando aqui.

Outras taxas cobradas no cartão

Além das taxas de juros, outras são (ou podem ser) cobradas do usuário, como, por exemplo:

  • Taxas de anuidade, que são as mais comuns: uma espécie de valor pago, mensalmente, para arcar com a manutenção do cartão de crédito. No entanto, bancos digitais e até mesmo os tradicionais costumam oferecer, ao menos, uma opção de cartão de crédito sem anuidade, sendo esta opcional nos dias de hoje;
  • Taxa de saque: cobrada quando o usuário realiza saques na função crédito do cartão;
  • Pagamentos de contas, como boletos: ao realizar o pagamento de boleto com cartão de crédito (como ocorre no Picpay), é cobrado um valor de taxa;
  • Segunda via – caso seu plástico tenha sido furtado ou aconteça algum acidente com o mesmo, impossibilitando-o de ser usado, deverá solicitar um novo, podendo haver uma taxa de cobrança sobre a segunda via;

Conclusão

Baseado no que foi explicado acima, esperamos que você tome a melhor decisão quanto a pagar juros no cartão de crédito se houver necessidade.

Ademais, é importante ressaltar que o melhor é sempre evitar utilizar o cartão sem que aja condições de pagar o valor gasto de limite na fatura subsequente, visto que os juros do cartão de crédito são os mais altos do mercado.

Por fim, confira se a possibilidade de pedir empréstimo pessoal também não lhe possa ser útil, visto que, ao fazê-lo, além da possibilidade de conseguir crédito com menos taxas, não irá comprometer o limite do cartão.

Dúvidas comuns

1-) Como tirar os juros do cartão de crédito?

Uma possibilidade para quem terá que arcar com tais valores e pretende ao menos reduzi-los é conversar com a instituição financeira em questão, propondo uma negociação do valor a ser pago.

Além disso, faça sempre uma pesquisa entre os diferentes cartões disponíveis por aí, buscando os mais vantajosos em termos de juros a serem pagos no caso de não conseguir liquidar integralmente o valor da fatura.

2-) É possível obter um cartão de crédito sem anuidade?

Sim, hoje em dia, é muito fácil de obter um plástico na função crédito isento de taxas anuais. Confira alguns cartões de crédito sem anuidade clicando aqui.

3-) Quais são os juros do cartão de crédito Nubank?

Para crédito rotativo: 2,75% – 14,00% ao mês; parcelamento da fatura – 0,99% – 13,75% ao mês; mora de 1% ao mês e multa de atraso 2% mensal. Juros no saque com cartão de crédito: 9,75% ao mês.

Deixe um comentário

error: Content is protected !!